sexta-feira, 16 de dezembro de 2016

Críticas | Rogue One: Uma História Star Wars (Sem Spoilers)






















A primeira observação que se pode fazer do filme é que o que foi entregue nos trailers não é o filme que passa no cinema. Muitas cenas cortadas e refilmagens podem ter prejudicado a edição.


'Rogue One: Uma História Star Wars' serve como um quase prelúdio para 'Star Wars IV: Uma Nova Esperança'. É uma outra visão do que acontece nos conflitos da guerra galáctica. De um lado, temos o Império e toda sua repressão, do outro lado, a Aliança Rebelde que precisa conquistar a vitória contra os opressores e por tanto, toma decisões que em outra situação não seriam aprovadas.

A impressão que se tem é que Rogue One é uma fanfic (uma narrativa ficcional, escrita e divulgada por fãs em blogs, sites e em outras plataformas pertencentes ao ciberespaço, como finalidade a construção de um universo paralelo ao original e também a ampliação do contato dos fãs com as obras que apreciam para limites mais extensos) dirigida por Gareth Edwards e exibida nos cinemas. É bom, mas não dá pra dizer que é o melhor filme de toda a saga. 

A ação ao melhor estilo 'Star Wars' continua lá. Aventura, tiro, porrada, bomba, depois algumas cenas de combate aéreo com acrobacias e explosões que aumentam a carga de adrenalina do filme, tá tudo bem encaixado na trama. E diga-se de passagem, a cada ano que passa, se torna cada vez melhor.

A mistura dos personagens conhecidos e emblemáticos com os novos nos conduz a um sentimento nostálgico e ao mesmo tempo de ansiedade em saber como tudo se funde e se torna um filme 'Star Wars'. Mas infelizmente a protagonista Jyn Erso (Felicity Jones) não mostra a que veio. Os outros personagens como Cassian Andor (Diego Luna), Chirrut Îmwe (Donnie Yen), Baze Malbus (Wen Jiang), Bodhi Rook (Riz Ahmed), possuem momentos de construção de personagens muito bom durante todo o trajeto do filme. Aqui é exatamente o oposto do que vimos em 'Star Wars VII: O Despertar da Força': a mocinha aqui não ganha força no filme.

Assim, 'Rogue One: Uma História Star Wars' passa a ser um simples spin-off de toda a franquia Star Wars mas que deve ser levada em consideração uma vez que aprofunda um pouco mais neste universo expansivo idealizado por George Lucas e mostra que tem muito mais a ser dito sobre as guerras intergalácticas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário